Voltar

Como ter Educação Financeira Familiar Efetiva

Publicado em | 0 comentários

David Franklin/Shutterstock A Educação Financeira Familiar é essencial para ensinar às famílias a lidarem com o dinheiro de forma assertiva

Educação Financeira: este deveria ser o mantra toda família que deseja prosperar e ter qualidade de vida. Digo isso porque saber lidar com o dinheiro e administrá-lo, assertivamente, é fundamental para evitarmos problemas financeiros e desajustes familiares.

A educação financeira familiar começa pelo exemplo dos pais. Então, se pai ou a mãe ou mesmo o casal gasta, desenfreadamente, este será o exemplo que os filhos terão em casa. Portanto, como são os comportamentos que mais influenciam em nossas ações, é provável, que as crianças e jovens, que têm este tipo espelho, também desenvolvam o mesmos maus hábitos de consumo.

Mas como mudar isso? Existe algum modo de ter equilíbrio financeiro sem abrir mão de conforto, satisfação e qualidade de vida? Com certeza, ele existe e começa pela mudança de crenças e comportamentos negativos.

Dicas Para Fazer um Bom Planejamento Financeiro Familiar

Defina as Prioridades – Escola, infraestrutura de casa, plano de saúde, alimentação, financiamentos bancários: estão entre alguns dos itens que devem ser prioridade.  Para isso, utilize uma planilha de orçamento e liste todas as contas prioritárias, de modo a garantir que as necessidades básicas da família sejam sempre atendias e as contas honradas.

Ensine o Valor das Coisas – Tudo que temos tem um preço e dentro de nossos esforços, corresponde a determinado tipo de valor (moral, emocional, intelectual e financeiro). Mostre aos seus filhos o custo das coisas que consomem e, que para obtê-las, é preciso de empenho e trabalho. Nada vem de graça, por isso, é importante desde cedo ensinar seus herdeiros a valorizar as conquistas.

Mostre a Importância de Economizar – Por mais difícil que seja, busque economizar x montante de dinheiro, mensalmente, e aplicá-lo em algo que dê retorno, em longo prazo, e que possa ser usado para, por exemplo, custear a educação dos filhos. Economize também para poder viajar e proporcionar à sua família momentos de lazer e descanso juntos. Porém, lembre-se de sempre explicar, aos filhos, o motivo de estar economizando, pois quando virem o resultado materializado, eles compreenderão melhor o objetivo da economia e que esta é uma ação verdadeiramente positiva.

Dê Bons Exemplos– Nada de exagerar no cartão de crédito e comprar tudo que a família vê pela frente. Saúde financeira é igual a consciência de consumo, pois uma boa educação financeira começa pelos nossos comportamentos que nos fazem ter atenção aos gastos, evitar extrapolar nossa renda mensal, fazer compras sem necessidade e acumular coisas supérfluas que só alimentam o espírito materialista.

Quanto mais conscientes forem as suas ações, mais positivos serão os seus resultados e, consequentemente, sua família poderá ter uma relação com o dinheiro saudável e madura. Estas atitudes evitam brigas entre o casal, conflitos em casa e desarmonias. E o que é melhor – ajuda a formar filhos, seres humanos que sabem o valor do dinheiro e, especialmente, que conhecem bem as vantagens de usá-lo com sabedoria. Dê o exemplo!

Gostou do texto? Curta, comente e compartilhe!

Comments

comments

O que é coaching

Baixe o
e-book
gratuito

Conheça a metodologia que vai mudar sua vida. Acelere o seu sucesso!