Voltar

Critério – A Virtude da Tomada de Decisão!

Publicado em | 0 comentários
Critério

Ra2studio/Shutterstock São os critérios que nos ajudam a tomar todos os tipos de decisões em nossa vida

O termo critério tem origem no vocábulo grego que significa “julgar”. O critério representa o discernimento ou a opinião de uma pessoa. É, portanto, uma espécie de condição que permite optar e fazer uma escolha. O critério como “Força do Caráter” assume papel decisivo não apenas na construção do saber e do conhecimento que nos habilitam a fazer escolhas, mas fundamentalmente no favorecimento de uma vida mais feliz.

A felicidade advinda do desenvolvimento desta como força pessoal, portanto, está diretamente relacionada à capacidade de analisar e examinar as questões por todos os lados. Assim, uma mesma situação pode ser entendida de formas diferentes dependendo do critério usado para justificá-la. Por exemplo, se uma mãe dá uma palmada em seu filho por uma desobediência, algumas pessoas podem tanto aprovar essa atitude como desaprová-la.

Isso ocorre porque há dois raciocínios envolvidos. Para os que aprovam este método, a palmada é merecida, uma forma válida para a mãe corrigir os comporta­mentos ruins e educar sua criança. Já, no caso daqueles que con­denam essa ação, o critério será diferente, pois considerarão o ato uma agressão física contra esta criança e jamais a melhor forma de educá-la.

As Vantagens de Ter Critérios Claros

  •  O indivíduo forma seu conjunto de critérios a partir de suas crenças pessoais.
  • Se criteriosa possibilita à pessoa ter mais opções de escolha e tomar decisões de forma menos limitada.
  • Pessoas criteriosas são mais difíceis de agradar ou enganar, pois são mais exigentes e críticas.
  • Indivíduos que têm um senso de justiça apurado são mais confiantes, têm mais credibilidade e são fontes de inspiração a todos à sua volta.
  •  A forma como uma pessoa criteriosa toma suas decisões é mais respeitada, pois busca uma visão multifocal para ter mais alternativas e decidir de forma justa.

Características da Pessoa Criteriosa

Para este indivíduo a força critério está diretamente asso­ciada ao desenvolvimento de sua capacidade de, em qualquer condição, avaliar as informações disponíveis antes de fazer suas escolhas e tomar uma decisão.

Neste sentido, a pessoa criteriosa procura sempre usar esta virtude como apoio ao seu ato de decidir. Isso se dá porque dentre os vários fatores im­portantes para que este indivíduo avalie positivamente a própria vida, o nível de satisfação demonstrado em relação às escolhas que se fez e se faz é fundamental.

Reflexões sobre a Força Critério

  • Qual a sua definição de critério?
  • O quão importante é para você ser criterioso?
  • Em que situações você acredita que ter critérios claros é fundamental?
  • Como esta virtude influencia as decisões em seu dia a dia?
  • Quais são seus critérios em relação a amizades, relações amorosas, trabalho?
  • Você toma alguma decisão sem levar em conta o seu “eu criterioso”? Se sim. Como se sente quando é obrigado a fazer isso?
  • O que sente quando pessoas próximas a você tomam decisões sem lógica alguma?

Cuidado Para Não ser Criterioso Demais!

Esta pessoa se define como uma pessoa criteriosa e do tipo que procura sempre analisar bem todas as alternativas antes tomar suas decisões. Isto a torna extremamente cautelosa, pois como tem a consciência das consequências de decisões mal tomadas, prefere, quase sempre, não arriscar-se a dar uma resposta rápida, se não tiver informações suficientes. Isso implica em uma demora maior para responder a questões pontuais e solicitações urgentes e que precisam de agilidade e retorno mais rápido.

Dicas Para usar Bem a Virtude do Critério

  •  Faça da força critério uma aliada de suas decisões, mas não o único meio de tomá-las.
  • Use critérios para mudar seus comportamentos e evoluir continuamente e para reconhecer qualidades em si e nas pessoas a sua volta.
  • Seja criterioso para evitar julgamentos equivoca­dos e não para reafirmar preconceitos.
  • Dê sempre ao outro o direito de justificar seus critérios, an­tes de tomar uma decisão baseada apenas nos seus.
  • Alimente-se de conhecimentos que lhe auxiliem em situ­ações urgentes, quando não puder dispor de muitos preceitos para embasar suas decisões.

E você, considera-se uma pessoa criteriosa? Sempre toma suas decisões com base em ideias e raciocínios lógicos e congruentes? Faz isso de forma justa e pensada? Reflita e deixe seu comentário abaixo.

Comments

comments

O que é coaching

Baixe o
e-book
gratuito

Conheça a metodologia que vai mudar sua vida. Acelere o seu sucesso!