Voltar

Como Enfrentar o Cyberbullying

Publicado em | 0 comentários
Cyberbullying

SpeedKingz/Shutterstock Ter o apoio da família é essencial para vencer o Cyberbullying e denunicar também é muito importante para punir os criminosos virtuais

Como crescimento do acesso à internet, cresce também os casos envolvendo as práticas de Cyberbullying. Este por sua vez, consiste em condutas intimidatórias, discriminatórias e hostis, que visam atingir a moral, a imagem e a autoestima das pessoas na internet. Estas atitudes são cada vez mais vistas nas redes sociais, onde ataques racistas, xenofóbicos, homofóbicos, partidários e discursos ódio: são cada vez mais frequentes.

A pior parte deste tipo de bullying virtual é que na maioria dos casos, os agressores se mantêm anônimos; escondidos atrás de perfis falsos e que dificultam bastante a sua identificação. Ainda assim, mesmo que estes criminosos pensem o contrário, eles não estão mais livres de sofrer as consequências legais por seus atos infames.

Como o Cyberbullying Acontece

O Cyberbullying pode ser cometido por: colegas de escola, do trabalho, faculdade, “amigos”, ex-namorados, parentes ou mesmo por desconhecidos, que usam do anonimato para agredir o expor o outro a situações humilhantes e vexatórias e tentar diminuir sua autoestima. Geralmente, é feito por meio de postagens de cunho sexual, violento, piadas, comentários racistas e homofóbicos, por exemplo.

Atualmente, a Polícia tem mais condições para autuar e prender estes internautas que usa internet para atacar covardemente outras pessoas. Entretanto, embora a lei esteja do lado das vítimas, é inegável o prejuízo emocional, social e até profissional que o Cyberbullying pode trazer a pessoa que foi alvo de ataques desta natureza.

Dicas Para Enfrentar o Cyberbullying

Denuncie – por pior que seja a exposição, não deixe que os ataques fiquem impunes, não se cale. Denuncie seus agressores, faça prints das postagens e comentários, e reúna provas que te ajudem a esclarecer a questão e evitar que mais pessoas sofram com estes comportamentos agressivos.

Peça apoio – não sofra sozinho, sozinha ou sinta-se culpado pelos erros dos outros. Busque conversar com alguém da sua confiança, que tenha mais experiência e maturidade e possa te ajudar a se instruir sobre como proceder neste caso.

Trate os efeitos – se você se sente triste, não tem mais vontade de sair de casa e sente-se envergonhado e deprimido por conta dos ataques sofridos na internet, não deixe que isso destrua você. Peça apoio dos seus pais, amigos mais próximos e busque ajuda especializada para te ajudar a vencer os problemas emocionais causados pelo Cyberbullying.

Valorize-se – não dê tanta importância à opinião das pessoas, pois o que elas dizem e pensam não muda a pessoa maravilhosa que você é. O bullying na internet é fruto da maldade de indivíduos negativos que não amam a si mesmos e que atacam os outros para se sentirem menos mal. Não deixe essa energia negativa vencer a luz que existe dentro do seu ser. Lembre-se: você é especial e merece todo carinho, respeito e amor deste mundo.

Tome cuidado – jamais deixe suas redes sociais e emails abertos em computadores de terceiros (trabalho, lan house, escola, faculdade, casa de amigos, namorados ou parentes) e só aceite amizade de pessoas que você realmente conheça. Do mesmo modo, também evite compartilhar imagens e vídeos íntimos por meio da internet, pois nunca sabemos qual é a verdadeira intenção de quem as recebe. Cautela é sempre bom!

Espero que você jamais sobre com o Cyberbullying, mas caso aconteça, não deixe que seus agressores fiquem impunes, muito menos guarde esta angústia só com você.  Denuncie e lembre-se: você é especial e merece ser respeitado sempre.

Comments

comments

O que é coaching

Baixe o
e-book
gratuito

Conheça a metodologia que vai mudar sua vida. Acelere o seu sucesso!