Voltar

Como Demitir um Funcionário

Publicado em | 0 comentários

Kaspars Grinvalds/Shutterstock O processo de demissão deve ser planejado para que seja feito com clareza e respeito ao futuro ex-colaborador

Decidir sobre o desligamento de um colaborador é, sem dúvida, uma das tarefas mais importantes e, às vezes, mais difíceis para um gestor. Isso porque esta ação não envolve apenas o profissional que será desligado, mas também todo o ciclo de pessoas com quem trabalha e os processos que se relacionam a ele.

Sendo assim, fica a dúvida – Como demitir um funcionário? Como fazer isso da melhor maneira possível? Dá para minimizar os danos ao grupo?

Sabemos que existem inúmeros motivos que levam à demissão de um colaborador de uma organização. São eles: baixa produtividade; faltas graves; não comprometimento; desrespeito às regras, horários e hierarquia; comportamento desonesto; conflitos frequentes com colegas ou ainda a dificuldade da empresa em mantê-lo em seus quadros, por exemplo.

Por isso, quando chega ao limite em que a demissão do funcionário é a melhor solução para a empresa, é essencial que o gestor ou os profissionais de RH saibam fazê-lo de maneira eficiente e, sempre, respeitosa. Este cuidado é importante para que o profissional entenda os motivos da demissão, possa melhorar aspectos negativos e possa reorganizar sua carreira de forma positiva.

O Processo de Demissão

Antes de demitir o colaborador, o gestor deve oferecer feedbacks no trabalho que lhe permitam melhorar seu desempenho e corrigir aqueles pontos que estão ameaçando seu trabalho. Assim, o líder deve chamar a pessoa a um local reservado onde possa apresentar-lhe o problema e a situação atual.

Caso o comportamento se perpetue após isso e não haja nenhuma mudança, é hora de pensar no desligamento definitivo. Os passos para isso são:

1 – Definir Quem Fará a Demissão – Essa tarefa deve ser executada pelo gestor direto que trabalhou com o colaborador e conhece bem os motivos da demissão. Apenas em casos específicos, o Rh deverá entrar em cena e assumir este papel.

2 – Faça um Back – up no Computador – Muitos profissionais ao saberem que foram demitidos, por raiva e imaturidade, simplesmente apagam arquivos importantes e informações da empresa que estão em seu computador. Por isso, antes de fazer a demissão certifique-se de que estes dados estão salvos e faça um back-up dos mesmos.

3- Escolha o Momento Certo -  O ideal é dar o aviso sobre o desligamento entre terça e quinta-feira, no período da manhã, e, depois, liberar o profissional do trabalho. É de bom tom também evitar fazer isso um dia antes das férias ou de feriados, pois seria como jogar um banho de água fria. Caso seja solicitado o colaborador, deve ter a oportunidade de despedir-se de seus colegas.

4- Seja Humano e Mantenha a Calma – Caso o profissional fique alterado com a notícia (desespero, surpresa, choro, raiva e indignação) você deve manter sua calma, tentar acalmá-lo e ouvir tudo que ele tem a dizer e demonstrar compreensão. Este é um momento difícil e que deve ser respeitado.

5 – Aprenda com a Demissão – A demissão deve ser um aprendizado não apenas para a pessoa demitida, mas também para o gestor e os demais funcionários. Como líder sempre avalie onde você poderia ter feito diferente com aquele colaborador, deixe claro para a equipe os comportamentos que são esperados e aqueles que não são bem-vindos e tente evoluir sempre.

E se você quer aumentar seu valor de mercado e a sua empregabilidade, não espere ser demitido. Invista na Formação Professional & Self Coaching; desenvolva novas habilidades técnicas, emocionais e comportamentais, torne-se positivamente diferenciado e seja disputado pelas empresas. Faça o PSC!

Comments

comments

O que é coaching

Baixe o
e-book
gratuito

Conheça a metodologia que vai mudar sua vida. Acelere o seu sucesso!