Voltar

Como Agir em Casos de Violência Verbal

Publicado em | 0 comentários
Violência Verbal

Antonio Guillem/Shutterstock A violência verbal fere tanto quanto uma agressão física

As palavras têm poder, por isso, podemos dizer que assim como uma agressão física pode nos causar dores e danos profundos, a violência verbal também fere de diversas formas o ser humano. Ofensas são formas cruéis de diminuir e rebaixar o outro, e embora sua prática seja veementemente condenada, o fato é que esta ainda é uma forma de opressão muito utilizada em nossa sociedade e que está presente em todas as classes sociais.

Vemos casos de violência verbal em todos os lugares. No trânsito, com pessoas estressadas, gritando e falando palavrões quase todo tempo. Nas redes sociais por meio dos haters, pessoas que espontaneamente usam a internet para atacar outras pessoas com seus discursos de ódio por meio do cyberbullying. Nas escolas e universidades por meio do bullying, que serve para mais uma vez reprimir e atacar crianças e jovens com apelidos negativos e ataques verbais.

Estes exemplos já bastariam para ilustrar o problema, entretanto, acredito ser importante destacar a violência verbal cometida dentro dos lares, entre pais e filhos e casais. Embora não seja considerada uma forma de agressão, por não demonstrar sinais físicos, passar anos e anos sofrendo com ataques e ofensas, com certeza, afeta emocional e psicologicamente qualquer pessoa.

Violência Verbal Fere a Alma

Neste sentido, recentemente uma matéria me chamou bastante atenção. O caso aconteceu nos Estados Unidos, onde uma menininha de apenas quatro anos, quando perguntada por um policial qual era seu nome, respondeu que era “idiota”. Essa era a forma com o padrasto, que também a agredia fisicamente, se referia a ela.

Um ponto que chama bastante atenção quando falamos em violência verbal é que por não ter hematomas e ferimentos, os agredidos, na maioria dos casos, não percebem à primeira vista que estão sofrendo agressão também quando são xingados, humilhados, atacados e ofendidos moralmente.

Muitas mulheres sofrem com agressões verbais diariamente e têm que lidar com sentimentos como a vergonha, impotência, medo e com a baixa estima e falta de confiança que as constantes humilhações e repressões verbais acarretam à sua vida.

Como se Defender de uma Agressão?

Jamais revide uma agressão com outra agressão, pois isso cria um ciclo de ofensas sem sim, que não resolve o problema e só potencializa a troca de ataques e xingamentos e aumenta a raiva. Se os insultos são cometidos no trabalho, reporte o problema ao superior ou departamento de Recursos Humanos. Se acontecem na escola ou faculdade, informe aos seus pais, professores e à direção para que possam tomar as devidas providências.

Se as cenas de hostilidade ocorrem dentro de sua própria casa, avalie se vale a pena manter este tipo de relacionamento nocivo. Lembre-se que você não merece, em hipótese alguma, sofrer com humilhações e falta de respeito e que não é; culpada ou culpado, pela forma agressiva com que o outro age.

Ative seu espírito de autopreservação e não deixe que este seja o exemplo dado aos seus filhos ou que lhe tratem de qualquer jeito. Do mesmo modo, não aceite ataques virtuais e denuncie as pessoas que tenham feito isso com você em suas redes sociais.

Para combatermos é importante não deixar que estes agressores fiquem impunes. Também é importante que você peça ajuda, fale com alguém de confiança sobre o assunto e busque vencer as consequências negativas das agressões. Acredite em si mesmo e não deixe que ninguém ataque você!

Comments

comments

O que é coaching

Baixe o
e-book
gratuito

Conheça a metodologia que vai mudar sua vida. Acelere o seu sucesso!