Voltar

Arquétipos e Importância da Motivação das Pessoas na Empresa

Publicado em | 0 comentários
Motivação

Andresr/Shutterstock Profissionais motivados ajudam a empresa a conquistar resultados extraordinários

Como as organizações e empresas têm sua origem no mundo das ideias e são organismos vivos que possuem uma estrutura material subordinada ao mundo mental, elas estão, consequentemente, relacionadas aos arquétipos, de acordo com essa arquitetura.

As transformações, desenvolvimento e crises pelas quais as empresas e os indivíduos passam possuem carac­terísticas de acordo com os diferentes níveis desta visão. Nós podemos fazer uma analogia entre essa estrutura do ser humano e das organizações de modo que o nível ope­racional das empresas, com seus aspectos materiais tais como máquinas, equipamentos, edifícios e terrenos corres­ponderiam ao corpo físico.

Já o nível estratégico, com seus aspectos táticos, os processos que a empresa possui, como fluxo de informações e de materiais, por exemplo, corres­ponderiam aos aspectos mentais concretos e abstratos. As dimensões relacionadas às pessoas, como motiva­ção, relacionamento, comunicação e lideranças, estariam relacionadas aos arquétipos do Eu Superior. A dimensão do Espírito estaria ligada à missão das empresas, aos seus valo­res, à sua identidade e à razão pela qual elas foram criadas.

Nas dimensões materiais, táticas e estratégicas, pode­mos fazer uma abordagem mais científica da forma tradi­cional a respeito dos problemas que normalmente aí são encontrados. Nas dimensões da missão das organizações e na identidade, já seria preciso outra forma de enten­dimento dessa realidade, que não pode ser conseguida por uma investigação tradicional.

Nas empresas, a motivação para colaboradores ocorre quan­do seus valores se identificam com os da missão organiza­cional. A partir desse ponto, todas as ações serão construí­das por orientação dessa força motriz, resultando em maior dedicação por parte dos indivíduos.

A Importância da Motivação das Pessoas na Empresa

Como já vimos, a verdadeira motivação das pessoas vem das esferas relacionadas ao mundo dos arquétipos, de onde o fluxo da criatividade se estende até o mundo físico manifestado. A ligação que estabelece com as organizações e empresas deveria ser aquela possibilitada pela identificação entre essas dimensões, do ser humano e das instituições.

Nesta dimensão, os indivíduos identificam-se com os valores da organização e sentem-se realizando seus mitos pessoais e, como consequência, motivadas e participantes de um pro­cesso que as consideram como pessoas, cuja dedicação ao trabalho ocorre como um fluxo natural dessas influências.

Os desgastados e tradicionais programas de motiva­ção, liderança organizacional e qualidade total falham pre­cisamente neste ponto, pois não consideram essa visão mais abrangente dos indivíduos e das empresas. Atuando somente em esferas limitadas e de efeito temporário, não conseguem, em virtude disso, uma verdadeira transformação dos modelos mentais e estruturais, nem dos indivíduos, tampouco das organizações.

É preciso pensar no colaborador como uma pessoa e não apenas como um funcionário, e oferecer treinamentos de desenvolvimento por meio de uma formação em Coaching, que faz isso de forma humanizada.  Compreender as dimensões humanas representa enxergar as pessoas por inteiro, de forma sistêmica e respeitar suas necessidades.

Isso sim permite potencializar as estratégias de motivação, aumentar o engajamento, melhorar a atração e retenção dos talentos e impulsionar de forma mais produtiva e positiva os resultados da empresa e de seu capital humano.

 

Comments

comments