Voltar

A importância da educação financeira

Publicado em | 0 comentários

Rido/ Shutterstock É essencial saber administrar seu dinheiro e ensinar sobre educação financeira aos filhos

Tanto em tempos de bonança como nos tempos atuais, de crise, é essencial saber administrar sua renda e, escolher com assertividade, onde seu dinheiro será aplicado. Para isso, a educação financeira se destaca como uma extraordinária ferramenta para aprender a fazer a gestão de seu capital e também economia.

Entretanto, se engana que pensa que apenas os adultos devem se importar com a forma com que gastam sua renda. Desde cedo as crianças e jovens também devem ser ensinados sobre o valor daquilo que sua família consome e sobre a importância de poupar dinheiro para o futuro.

Sem isso, possivelmente, quando crescerem, os pequenos acabarão reproduzindo os maus hábitos de consumo de seus pais e tendo problemas econômicos. Para evitar que isso aconteça, os familiares mais próximos, a exemplo de: pai, mãe, irmãos e avós devem dar estar atentos aos seus exemplos e buscar melhorar continuamente a gestão do dinheiro individual e da família.

Cuidado com o Consumismo Desenfreado

Endividamento por empréstimos, compras em vários crediários, limites do cartão de crédito e do cheque especial, estourados, compras por impulso, aquisição de supérfluos e gastar mais do que a renda permite. Estes são alguns dos principais problemas vividos por quem não aplica os preceitos da educação financeira em seu dia a dia.

Se não bastasse isso, como consequência dos gastos a mais, além dos riscos de “sujar” o nome junto aos órgãos de proteção ao crédito e ser avidamente cobrado pelos credores, ainda surgem outros problemas, muitas vezes de ordem psicológica. Ansiedade, depressão, transtornos do sono, falta de apetite ou aumento do peso, oscilações de humor também podem ser causados pelo consumismo desenfreado.

Dicas Para Cuidar Melhor do Seu Dinheiro

Se você está endividado e com “nome sujo” na praça, a primeira dica é buscar negociar as suas dívidas junto às empresas. Converse e mostre interesse em quitar seus débitos. Se for possível pagar tudo de uma vez só, melhor. Se não, assuma apenas parcelas que você pode honrar. Ao fazer o pagamento em no máximo, três dias, seu nome estará limpo novamente, o que é muito bom.

Se o seu perfil é do consumista compulsivo, para fazer uma educação financeira efetiva será necessário incluir auxílio psicológico. Isso vai lhe permitir identificar quais os fatores que levam a comprar demasiadamente e escolher os melhores métodos para resolver esta questão.

De resto, para melhorar a qualidade de sua vida financeira, busque economizar pelos menos de 20 a 30% de sua renda mensal e escolher bem seus investimentos e gastos. Também evite extrapolar os seus limites de crédito junto às operadoras de cartões e bancos e compras por impulso.

Fique atento a estas dicas, procure fazer economias e não perca seu equilíbrio por conta de falta de dinheiro. Invista em Educação Financeira!

Gostou do texto? Compartilhe em suas redes sociais!

Comments

comments

O que é coaching

Baixe o
e-book
gratuito

Conheça a metodologia que vai mudar sua vida. Acelere o seu sucesso!