Voltar

A Construção das Metáforas

Publicado em | 0 comentários

Ho Yeow Hui/Shutterstock As Metáforas são poderosos instrumentos de desenvolvimento comportamental e fazem parte do processo de Coaching

A metáfora é, coforme os estudos da linguagem, uma forma de atribuir sentido conotativo a algo, ou seja, um sentido que não o comum, cotidiano, cristalizado pelo uso. Quando dizemos, por exemplo, “tenho nervos de aço” estamos tomando de empréstimo algumas características do aço, como o fato de ser um material de extrema resistência, e atribuindo-a aos “meus nervos”.

A construção de metáforas na linguagem é muito utilizada na escrita poética e literária, e sempre está ligada ao sentido, ao significado de um determinado termo. Se por um lado as metáforas auxiliam na construção de uma realidade literária, ficcional, não real, por outro, elas podem ser utilizadas no rumo inverso, do ficcional para o real, de forma que uma determinada estória possa ter seu sentido utilizado como reflexão para a vida cotidiana.

O uso de contos para influenciar no comportamento das pessoas não é algo novo. A prática de contar histórias é tão antiga quanto à própria capacidade de comunicação. Fruto da oralidade e da necessidade de manter uma memória, os grupos humanos sempre cultivaram o hábito de transmitir os grandes feitos de sujeitos e povos.

Muitas dessas histórias encerram com o que os contos infantis chamam de “moral da história”, que se caracteriza por uma espécie de conclusão da narrativa em que as peripécias do personagem suscitem uma reflexão no leitor/ouvinte. Assim, os contos não seriam um mero lazer, mas influenciariam no modo como as pessoas veem e agem no mundo.

As Metáforas e o Processo de Coaching

No processo de ressignificação, dentro do processo de Coaching, as metáforas são ferramentas básicas. Para isso, é necessário não só conhecer uma quantidade significativa de metáforas, mas compreender como os mecanismos narrativos desses contos podem atingir as emoções do coachee a ponto de surtir um efeito observável no seu escopo comportamental.

As metáforas motivam não unicamente o comportamento verbal, a fala e a escrita, mas também o comportamento não verbal: os gestos, as emoções, os pensamentos, as experiências humanas em geral.

Na Psicologia e na Sociologia essa utilização é conhecida como Modelagem Simbólica. Sua utilização é extremamente vasta e, a exemplo das metáforas da literatura, tenta-se transferir o sentido de um fato para outro.

Assim, se os contos são utilizados no universo infantil para mudança de comportamento, nada impede que os adultos também tenham seus contos e suas metáforas, a fim de retomar o sentido de algumas práticas. Mais ainda na área da saúde, em que muitas doenças são difíceis de compreender, e seu processo complexo, as metáforas são formas de atuar sobre o otimismo e a ressignificação da situação de enfermidade.

As metáforas, no entanto, não partem apenas do coach para o coachee. É preciso também reconhecer as metáforas que as pessoas usam para tentar expressar as sensações desencadeadas por um processo específico. Quem nunca tentou explicar algo com “é como se…”?

Assim, tantos em processos de Coaching como em nossa vida, as metáforas são poderosas aliadas do nosso autodesenvolvimento, pois nos ajudam a ilustrar o que de, outro modo, seria mais difícil explicar. Por isso, enquanto coach procure desenvolver continuamente esta habilidade e conquiste resultados extraordinários na abordagem aos seus coachees.

Comments

comments

O que é coaching

Baixe o
e-book
gratuito

Conheça a metodologia que vai mudar sua vida. Acelere o seu sucesso!