Voltar

3 exemplos de conflitos organizacionais que podem ser evitados

Publicado em | 0 comentários
Conflitos organizacionais

Syda Productions/Shutterstock Os conflitos organizacionais afetam as relações interpessoais e os resultados de forma geral

Um ambiente de trabalho positivo e equilibrado um local sem conflitos organizacionais é, sem dúvidas, um fator decisivo para a conquista de qualquer meta ou resultados organizacionais. Isso porque se o clima corporativo não for favorável automaticamente os impactos nas performances também tendem a seguir pelo mesmo caminho.

Se um profissional não consegue se relacionar de forma pacífica com outro colega, por exemplo, dificilmente conseguirá apresentar bons rendimentos em um trabalho que exige força coletiva, não é mesmo? Ou melhor, se os colaboradores não estão motivados ou satisfeitos com algum aspecto relativo à empresa como o salário, por exemplo, dificilmente os resultados serão benéficos ou rentáveis para a organização em questão.

Sabemos que em qualquer negócio existem sim as diferenças. Isso porque qualquer empresa é composta por pessoas com carreiras, personalidades, criações e personalidades diferentes umas das outras. E, em função disso, é claro que pode haver conflitos ou divergências de opiniões que podem favorecer e muito o crescimento e desenvolvimento da equipe e dos trabalhos executados quando acometidos de forma profissional, madura e objetivando mudança, novas ideias e, principalmente, a inovação nos serviços prestados.

Quando os conflitos organizacionais superam o ambiente profissional e prejudicam o clima organizacional e passam a afetar o lado pessoal dos colaboradores, a empresa pode passar a ser impactada de forma negativa e nada satisfatória. Isso gera uma série de danos e malefícios como: queda na produtividade, indisciplina e rebeldia dos funcionários, baixo desempenho, desmotivação, entre outros.

Por isso, evitar estes conflitos e discórdias do ambiente empresarial é um fator cada vez mais importante na busca por resultados positivos.

Principais conflitos organizacionais e como evitá-los

Confira alguns exemplos de conflitos organizacionais presentes nas empresas e como eles podem ser evitados:

1.    Ambiente de trabalho hostil

Este é, sem dúvida, um dos conflitos mais presentes dentro das empresas que pode se dar tanto entre colaboradores quanto entre líderes e seus subordinados. A rivalidade e hostilidade presentes no ambiente de trabalho influenciam não só os resultados e as atividades executadas como também passa a ser uma corrente negativa que podem impactar outros trabalhadores.

Se um profissional possui conflitos com seu supervisor seja por insubordinação, pensamentos opostos ou mesmo por autoritarismo, por exemplo, a tendência é que ele influencie mais colegas a terem o mesmo comportamento e não o contrário.

Neste sentido, é fundamental que os gestores estejam sempre atentos e dispostos a melhorar e propiciar uma atmosfera de trabalho saudável e propicia ao desenvolvimento onde os funcionários se sintam constantemente valorizados e bem relacionados uns com os outros. Por isso, promover a liberdade de expressão, o respeito e o bom convívio entre colaboradores é fundamental.

2.    Desmotivação

Este é outro grande conflito presente em inúmeras empresas. Quando o funcionário é atacado pelo vírus da desmotivação, ele trabalha mal, não doa o seu melhor e atrasa os resultados corporativos também. Por isso e muito importante que a empresa esteja atenta em avaliar o grau de motivação de seus funcionários periodicamente e promova ações que favoreçam o incentivo e ânimo de seus trabalhadores.

Isso porque um profissional feliz rende mais, executa suas tarefas com afinco e dedicação, produz em menos tempo e, principalmente, favorece a conquista de resultados para a empresa.

Existem diversas formas de motivar funcionários, seja através de remunerações satisfatórias e condizentes com o cargo e função, feedbacks positivos e construtivos, elogios, premiações por desempenho, entre outras coisas.

3.    Resultados insatisfatórios

Outro problema comum nas empresas é quando o balanço sobre os resultados e projetos realizados não vem sendo satisfatório. Nestes casos é importante fazer uma análise minuciosa em todas as áreas e etapas de trabalho para descobrir qual é a real causa do problema.

Se a causa estiver ligada a atividades mal executadas, por exemplo, é hora de avaliar se os colaboradores realmente estão aptos e qualificados para exercer suas funções. Ou se estiver ligada a fatores externos como falta de investimentos ou equipamentos, por exemplo, é hora de fazer uma boa varredura em todos os processos organizacionais.

Em muitos casos, procurar uma consultoria para um problema específico ou contar com a colaboração dos funcionários para definir pontos de melhoria podem ser uma excelente alternativa para evitar mais conflitos.

E você, quais outros conflitos podem ser evitados no ambiente corporativo? Deixe o seu comentário e contribua com o conhecimento!

Comments

comments

O que é coaching

Baixe o
e-book
gratuito

Conheça a metodologia que vai mudar sua vida. Acelere o seu sucesso!